cultura organizacional

Cultura organizacional: o quanto ela é importante na sua empresa?

Você já se perguntou qual é o impacto da cultura organizacional nos resultados da sua empresa? Quando fazemos esse tipo de avaliação, normalmente, descobrimos que muitos mecanismos, processos e atividades relacionados à experiência dos colaboradores desempenham um papel relevante na maneira como eles se sentem. 

Sendo assim, tão importante quanto se questionar é procurar meios de fortalecer a cultura da organização. Afinal, os benefícios de abraçar essa ideia são diversos, além de essa postura gerar um enorme diferencial competitivo. 

Neste post, vamos passear pelo conceito de cultura organizacional, mostrar a importância, as principais vantagens de investir em programas que fortaleçam a cultura organizacional, dicas para implementar e cases para você se inspirar. Continue a leitura.

Breve conceito sobre a cultura organizacional

O termo “cultura organizacional” é usado para descrever a maneira como as pessoas definem os valores, objetivos e a energia da empresa. Em outras palavras, é o modo como as organizações fazem as coisas e seu porquê. 

Fundadores e líderes de RH geralmente desenvolvem e evangelizam a cultura. Entretanto, isso é constantemente mudado e alimentado por todos os envolvidos. De várias maneiras, a prática está ligada à inovação e se torna parte da identidade da marca. Você pode até criar um grupo específico ou comitê para cuidar da cultura organizacional.

Importância da cultura para as empresas

Construir uma cultura forte ajuda você a atrair candidatos qualificados e reter os melhores talentos. Não apenas isso, mas melhora os níveis de envolvimento, produtividade e desempenho dos colaboradores. 

As empresas que trabalham nesse sentido descobrem que a equipe desenvolve relacionamentos mais saudáveis e pode trabalhar bem junta para alcançar as metas de longo prazo definidas na estratégia.

Afinal, as pessoas gostam de se sentir parte de algo maior. Isso é particularmente verdadeiro quando a organização é fiel aos próprios valores e necessidades.

Principais benefícios da cultura organizacional

É vantajoso fortalecer as ações pelos motivos a seguir.

Define a identidade interna e externa da empresa

Se você fizer uma lista de cinco atributos que melhor descrevem a cultura da sua organização e pensar por que eles são importantes, vai descobrir que cada item se tornou algo valioso para a equipe. 

Afinal, é isso que define a forma de fazer negócios da organização, como são as interações internas e com o mundo ao seu redor, entre colaboradores, clientes, parceiros, fornecedores e outros.

Faz com que os colaboradores sejam defensores

Uma das maiores vantagens é que o fortalecimento da cultura tem o poder de transformar colaboradores em seguidores fiéis.

Lembre-se de que o seu time quer mais que um salário constante e benefícios: quer também sentir que o que faz é valorizado. Quando o indivíduo percebe a importância que tem, as chances de se tornar defensor da marca são muito maiores.

Transforma a instituição em equipe 

Quando a cultura é clara, as pessoas se mantêm alinhadas. Além disso, diferentes perspectivas se reúnem por trás de um objetivo comum, ao se definirem as expectativas de como todos devem se comportar e trabalhar juntos.

Dessa maneira, a cultura quebra os limites entre grupos isolados, orienta a tomada de decisões e melhora o fluxo do trabalho de modo geral. 

Vivencia os valores essenciais da marca

A cultura é um espelho dos principais valores da empresa. A maneira de conduzir os negócios, gerenciar o fluxo de trabalho, interagir em equipe e tratar seus clientes soma uma experiência que representa quem é a organização.

Assim, é possível manter os principais valores em primeiro plano em todos os aspectos de suas operações e na estrutura organizacional do dia a dia. O valor de fazer isso é incalculável, pois mostra a verdade da marca.

Mantém os melhores colaboradores 

Não é de surpreender que os trabalhadores que se sentem parte de uma comunidade, e não peças de uma máquina, têm maior probabilidade de permanecer na empresa. Na verdade, é isso que a maioria dos candidatos a emprego procura.

É porque uma cultura organizacional focada nas pessoas tem um apelo profundo, ajudando a melhorar o engajamento, proporcionando uma experiência única aos envolvidos e fazem com que as pessoas se fixem no trabalho, de modo a reduzir significativamente as taxas de turnover.

Aumenta a capacidade da empresa de se adaptar às mudanças

Com o estabelecimento de uma cultura bem delimitada, se desenvolve uma abertura muito maior à mudança, além do desejo dos colaboradores de fazer as coisas acontecerem. Então, à medida que a confiança e a responsabilidade aumentam, além de realizar melhorias significativas nas operações em andamento, a equipe traz ideias que tornam a empresa mais competitiva no mercado.

Por exemplo, representantes de atendimento, com ajuda de conversas informais, aprendem bastante sobre as necessidades e planos do cliente. Em uma cultura equilibrada, essas informações são perfeitamente conectadas ao marketing e ao desenvolvimento de produtos. 

Melhora o desempenho e bem-estar da equipe

O impacto é direto nos resultados e, mais importante, no bem-estar dos colaboradores. Ou seja, abrange essas duas áreas, pois encontra um ponto comum com base nos valores da empresa.

Trabalhar nisso traz enormes benefícios para colaboradores e empregadores, mas todo tipo de mudança precisa ser introduzido da maneira certa, pelas razões certas e no momento certo. Para maior eficácia, o ideal é que as alterações sejam desenvolvidas de modo consistente, com uma cultura de negócios que conduza ao sucesso.

Isso abarca comportamentos de gerenciamento de suporte, opções de trabalho flexíveis e uma cultura aberta, que permita dar voz à equipe.

Desvantagens de não ter uma cultura organizacional bem definida

O modo como pensamos, sentimos e nos comportamos tem um impacto sobre aqueles que nos rodeiam. Um clima ruim no ambiente de trabalho tem um enorme efeito sobre como os colaboradores agem. 

Passar o dia em um ambiente negativo traz implicações para o nível de felicidade da equipe, gerando pessoas solitárias, esgotadas e deprimidas. A saúde dos colaboradores é, provavelmente, um dos aspectos mais preocupantes. 

Ao mesmo tempo, o moral diminui em uma atmosfera sem valores fortes. Os colaboradores de uma cultura pobre sofrem com pouca energia, devido à falta de motivação e novas ideias. É provável que suas atitudes sejam de indiferença ou hostilidade, pois lidam com a falta de liderança.

Normalmente, os gerentes respondem com frustração e costumam fechar os olhos para o fracasso da equipe, mas é preciso lutar contra atitudes derrotistas. 

Como implantar a cultura organizacional 

Agora que você sabe o quanto isso é importante e vantajoso, confira dicas para desenvolver o seu projeto.

Crie e comunique valores significativos

Os valores não devem ser apenas palavras, mas um guia sobre como agir e interagir com os clientes e a comunidade. Portanto, comunique também os comportamentos esperados associados a cada valor. 

Isso ajuda os colaboradores a entenderem as expectativas, o que reduz a incerteza e garante que todos estejam alinhados sobre como as coisas devem ser feitas na empresa. Para você ser bem-sucedido, dê o exemplo e garanta que os seus colegas façam o mesmo. 

Realize a seleção adequada

Com muita frequência, os gerentes têm pressa de preencher uma posição e se esquecem de fazer as perguntas necessárias para garantir o melhor ajuste. Acontece que, se você deseja a pessoa certa, alguém que trabalhe bem em equipe e seja proativo, ela deve se encaixar nos valores e na cultura da empresa. Por isso, não hesite em procurar um bom site de classificados de empregos, para ser capaz de refinar a busca.

Capacite os colaboradores 

Quem não é capacitado falha no desenvolvimento de novas habilidades e fica estagnado em uma posição que oferece pouca satisfação ou espaço para crescer. Por essa razão, é importante fornecer aos colaboradores as informações corretas, as ferramentas adequadas, a quantidade ideal de suporte e o poder para tomar decisões. 

Assim, dê o que eles precisam para desempenhar um bom trabalho e permita que gerenciem os detalhes sem que seja necessário uma fiscalização. Afinal, a autonomia é essencial para manter a motivação. 

Comunique-se com eficácia

Para melhorar a qualidade da comunicação, mantenha suas palavras simples e objetivas. Considere sua linguagem corporal e tom de voz e verifique se o tempo e a configuração estão corretos. 

Use vários canais para transmitir sua mensagem e garantir que ela seja adequadamente reforçada. Lembre-se de que a comunicação é feita em duas vias; portanto, verifique se seus funcionários entenderam sua mensagem fazendo perguntas como: “Quais são seus próximos passos?”.

Reconheça os talentos da empresa

O reconhecimento é uma das melhores maneiras de fazer a equipe se sentir apreciada, além de reforçar hábitos positivos, reter os melhores talentos e promover o engajamento.

Os colaboradores aprendem e processam as informações (visuais, auditivas e cinestésicas) de diferentes maneiras, Portanto, é preciso entender que alguns gostam de ouvir feedback, outros gostam de vê-lo ou experimentá-lo. 

Algumas ideias são: deixar claro quais são os critérios para o reconhecimento, mencionar o acontecimento em reuniões, escrever um cartão de agradecimento, criar um programa de valorização divertido ou trabalhar ao lado de alguém que está com dificuldades para realizar a tarefa. Cada pessoa é única, portanto, o reconhecimento tem de ser personalizado.

Tenha conversas honestas e tome decisões difíceis

Os líderes que não responsabilizam o grupo criam um ambiente negativo, em que os melhores colaboradores ficam frustrados, reduzem seus esforços e acabam saindo. Em vez disso, é importante que se sintam confortáveis ​​em ter conversas difíceis com aqueles que não estão exibindo os comportamentos esperados.

Nesse caso, prepare-se para tomar as decisões mais acertadas para o bem de todos. Se precisar dar um feedback mais aprofundado, converse com a pessoa de forma individual. Muitas vezes, você também vai precisar resolver conflitos e colocar os envolvidos frente a frente, para discutir o problema educadamente.

Mostre aos colaboradores que você se preocupa com eles

Faça isso estando disponível para apoiá-los e ouvir suas necessidades. Ao fazê-lo, preste muita atenção e tenha empatia para entender de onde o colaborador está vindo. Sempre mostre respeito por ele e apreço pelo que faz. Se a sua equipe entender que você é um líder acessível, que está aberto para ouvir e dar uma palavra amiga, o relacionamento melhora, e as dificuldades são superadas.

Cases: a cultura organizacional de algumas marcas

Que tal acompanhar estes exemplos para poder ter insights incríveis? Vamos lá.

Google

O Google é conhecido pelo processo diferenciado de contratação, que dá mais liberdade para o colaborador escolher o período de trabalho. Afinal, cada um sabe em que horário é mais produtivo. 

Ao contrário do que possa parecer, isso não diminui a responsabilidade do colaborador. Afinal, a flexibilidade traz muitos benefícios, e ele tem que mostrar competência, produtividade e compromisso com os resultados. 

A empresa oferece um cardápio variado de lanches saudáveis, além de espaços para descansar entre as atividades ou para o entretenimento, como sala de jogos. Também dá acesso a planos de saúde, participação nos lucros e ações da companhia.

Como resultado, os colaboradores valorizam a autonomia e a possibilidade de discutir ideias importantes em grupo. As melhorias mais significativas são: engajamento, redução de turnover e aumento da produtividade.

Nubank

Cultura, pessoas e estrutura organizacional são pilares do Nubank, um banco que foca totalmente a satisfação do cliente. A primeira coisa em que a equipe pensa quando um serviço vai ser lançado é “Como o usuário vai se sentir com a novidade?”. 

Um dos diferenciais da empresa é que todos que trabalham lá podem questionar decisões, se lhes parecer que elas não são realmente positivas para o público. Isso acontece com frequência, pois os gestores incentivam e motivam o grupo a agir dessa forma. 

No processo seletivo, buscam candidatos que realmente amem interagir e estejam prontos para aprender cada vez mais em treinamentos sobre como coletar e repassar os feedbacks dos clientes para o restante da empresa.

Como você viu, usamos o termo “cultura organizacional” para descrever a maneira como definimos os valores, objetivos e energia da empresa. São ações praticadas no dia a dia da corporação que podem e devem ser melhoradas para que você e a sua equipe desempenhem um bom trabalho e ganhem satisfação e qualidade de vida.

Os benefícios de investir nisso são muitos, como apresentamos aqui, e contratações acertadas são capazes de contribuir para a construção de uma cultura forte. Pense nisso.

Que tal receber outras dicas úteis para o seu negócio diretamente na sua caixa de entrada? Assine gratuitamente a nossa newsletter, e enviaremos as atualizações para você.

Assine a nossa newsletter e tenha em mãos as novidades mais relevantes sobre RH!

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.

2 Comentários

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.