benchmarking rh

Benchmarking no RH: Saiba como avaliar as estratégias dos seus concorrentes

Quanto mais dados os profissionais do setor de Recursos Humanos têm para analisar, mais são capazes de definir metas e objetivos realistas para a empresa. Por isso, se você quer otimizar o seu trabalho de uma vez por todas, uma ótima alternativa é focar em benchmarking no RH.

Afinal, tão importante quanto atender às demandas operacionais é conciliar o lado humano com a tecnologia, contratar os melhores talentos e otimizar os resultados do negócio, não é mesmo? 

Neste post, vamos conceituar benchmarking, mostrar as aplicações e dar as principais dicas para você ser bem-sucedido.

O que é benchmarking?

O benchmarking acontece quando uma empresa examina suas operações para determinar as melhores práticas dentro e fora da empresa. Na prática, essa atividade compara os resultados de um departamento, equipe ou indivíduo de uma organização à outra. Em seguida, é determinado qual procedimento produz os melhores resultados para que ele seja adotado também por outros departamentos.

Quais são os tipos de benchmarking?

Existem vários tipos de benchmarking. Conheça os principais:

Comparação de processos

Significa entender os processos, comparar o desempenho com os benchmarks internos e externos e encontrar maneiras de otimizar e melhorar. O caminho é entender como os bons resultados acontecem e replicar as técnicas para tornar tudo mais eficiente, rápido e eficaz.

Benchmarking estratégico

Compara estratégias, abordagens e modelos de negócios a fim de fortalecer o planejamento estratégico e determinar as prioridades. O objetivo é entender quais ações sustentam as empresas de sucesso (equipes ou unidades de negócios) e depois comparar essas táticas com as suas para identificar maneiras pelas quais você pode ser mais competitivo.

Benchmarking de desempenho

Envolve a coleta de informações sobre o desempenho dos resultados e a comparação das informações. Isso também pode se referir a benchmarking de desempenho funcional, como o desempenho da equipe de RH (usando métricas como a pontuação do promotor dos funcionários ou pesquisas de envolvimento da equipe) ou a equipe de marketing (medindo a pontuação do promotor ou o reconhecimento da marca, por exemplo).

Como o benchmarking é aplicado no RH?

Assim como qualquer outro departamento de uma empresa, o RH tem seus desafios de eficiência operacional e apoiar-se em técnicas de benchmarking é uma alternativa para identificar oportunidades de superá-los.

Independente da área do RH, sempre é possível examinar os processos internos e compará-los com o que outras organizações estão ofertando por meio do benchmarking. Em Atração de Talentos, por exemplo, analisar as práticas de empresas do mesmo setor pode ajudar a ajustar a proposta salarial ou pacote de benefícios oferecidos pela organização. O mesmo se aplica em Retenção de Talentos. Entender os motivos pelos quais talentos estão indo embora é apenas uma parte da equação. Também é importante saber o que a concorrência está oferecendo a eles. O benchmarking ajuda a criar pacotes salariais atraentes — seja um aumento salarial a cada ano, estruturas de remuneração por desempenho ou estruturas de bônus que mantenham os funcionários engajados.

Como fazer Benchmarking no RH?

Acompanhe as dicas para não errar!

Faça um planejamento

O benchmarking no RH envolve a análise das políticas e ações da empresa e, em seguida, a comparação e o contraste com outras organizações similares. A abordagem deve se concentrar nas melhores práticas ou no que as organizações estão fazendo que consistentemente levam a resultados bem-sucedidos. Ao identificar antecipadamente os tipos de padrões e dados que estão buscando, os profissionais de RH têm condições de criar um sistema mais confiável.

Estabeleça metas

A definição de metas é um componente importante do processo de benchmarking para recursos humanos. No entanto, existe um caminho certo e outro errado para isso. Afinal, você não quer simplesmente estabelecer números e se afastar do projeto. Em vez disso, compartilhe os objetivos com a equipe e as partes interessadas. Em seguida, tome as medidas necessárias para torná-los realidade. Ao mesmo tempo, defina um período específico e escolha objetivos menores para atender ao longo do caminho. No final do processo, crie um relatório que descreva seus resultados de benchmarking.

Contrate os funcionários certos

Uma das melhores maneiras de melhorar a taxa geral de retenção é focar nas estratégias de contratação da empresa. É fundamental procurar candidatos em potencial que não apenas possuem as habilidades necessárias, mas que também se encaixem bem nos cargos disponíveis. Portanto, leve em conta o desenvolvimento de uma marca empregadora forte que corresponda à cultura da empresa.

Mantenha salários e benefícios competitivos

Os candidatos de hoje também colocam uma ênfase considerável em benefícios e regalias especiais, mesmo os não convencionais, como convênios com academias, opções de trabalho em casa e horários flexíveis de trabalho. Portanto, a reavaliação contínua de seu pacote de salários e benefícios pode ajudar você a atrair não apenas profissionais de alto desempenho, mas também a reduzir o turnover.

Desenvolva um processo eficaz de integração

A integração efetiva está ligada à melhoria do envolvimento dos colaboradores,maior velocidade da curva de aprendizado e melhor assimilação de novos contratados. A criação de um sistema de integração eficaz ou a parceria com alguém especializado facilita o desenvolvimento de um processo abrangente de integração de novos contratados que pode aumentar o engajamento e a retenção.

Avalie seu caminho para uma melhor gestão do capital humano

É possível usar dados de benchmarking para comparar sua organização com concorrentes ou empresas similares. Por exemplo, os profissionais de RH observam o custo por contratação com instituições semelhantes para verificar se a discrepância merece análises adicionais. Por exemplo, se o objetivo é reduzir custos de recrutamento, veja se o custo atual está alinhado com os do setor.

O benchmarking no RH está rapidamente se tornando uma ferramenta indispensável para os profissionais do setor. É um mecanismo para medir processos, práticas e resultados em relação à concorrência com o objetivo de melhorar o desempenho. 

Nesse sentido, a pesquisa salarial da Catho é a solução para você criar um plano de cargos e salários mais competitivo, se comparar com empresas do mesmo setor, elaborar um planejamento estratégico e administrar melhor os salários. 

Se gostou do artigo, siga-nos no Facebook e Instagram e fique por dentro de outros conteúdos tão interessantes quanto este!

Assine a nossa newsletter e tenha em mãos as novidades mais relevantes sobre RH!

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.

3 Comentários

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.